Chupetar o peito?

Vamos começar esclarecendo que o peito veio bem antes da chupeta, né?
⠀⠀⠀⠀⠀
❌ A chupeta que veio para “se fazer” de peito. Não o contrário! Mas ninguém fala que o bebê está “peitando” a chupeta, não é?
⠀⠀⠀⠀⠀
✔️ Quando o recém nascido “terminou” de mamar, mas continua com o tetê na boca, ele está fazendo o que se chama de “sucção não nutritiva”, ou “sucção afetiva”
✅ Ela é importantíssima para estabelecer uma boa produção de leite!
⠀⠀⠀⠀⠀
✔️ Além disto, ela faz parte do processo de segurança do bebê. Para o recém nascido (principalmente), tudo é novo! Estar conectado com a mamãe é tudo que ele precisa.
✔️ Isto só traz benefícios, é normal e esperado.
✔️ Esta sucção, apesar de leve, também satisfaz a necessidade da fase oral (que termina por volta dos dois anos).
⠀⠀⠀⠀⠀
❤️ Então, familiares e pessoas prontas para dar pitaco: ao invés de dizer que o bebê está fazendo o peito de chupeta, vá pegar um copo de água e um lanchinho pra mamãe 😉

One thought on “Chupetar o peito?

  1. Daiana says:

    Olá! Eu sempre ouvi isso e nos primeiros 45 dias de vida da minha bebê, permitia que ela ficasse até horas no peito. Sabe o que aconteceu? Minha BB estava ganhando quase nada de peso e chegou na linha laranja do gráfico da OMS. Obrigando-me a dar um passo a trás e dar mama de duas em duas horas por 15 dias.
    O pediatra disse que estava criando uma maratonista. A balança não estava em equilíbrio. Ela gastava mais energia (porque para uma recém-nascida mamar é uma atividade física e tanto!) Do que recebia mamando. Então, não sigo os extremos. Numa próxima gravidez, não deixarei tanto tempo assim no peito porque vi o resultado disso. Há um limite, um equilíbrio. Obrigada pelos artigos! Tenho lido todos e você está de parabéns. Apenas quis compartilhar da minha experimentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *